terça-feira, outubro 15

Lançamento da moeda virtual do Facebook

Pouco se sabe sobre a moeda virtual do Facebook, mas a empresa tem trabalhado no seu projeto há alguns anos. Após o anúncio de uma mudança na estratégia da empresa, segundo a qual os dados não serão mais o principal produto e o foco será na construção de um ambiente privado e criptografado, o Facebook parece estar muito perto de anunciar a sua criptomoeda – e esse anúncio pode até já ter data.

Movimentações indicam caminhos do projeto

Na semana passada, o Cointelegraph informou que a Commodity Futures Trading Commission (CFTC) dos Estados Unidos estaria em conversação com o Facebook sobre o projeto. A publicação relata que documentos publicados pelo Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos e registrados em junho de 2018, revelaram que a empresa estaria adquirindo os direitos sobre a marca “Libra”, nome pelo qual a imprensa tem chamado a moeda enquanto aguarda seu lançamento oficial. Isso porque o proprietário do registro é uma empresa de responsabilidade limitada que atende pelo nome de JLV, no entanto, o endereço é o mesmo registrado para as comunicações oficiais do Facebook.

Diversas fontes já revelaram que o Facebook estaria buscando parceiros para desenvolver e controlar as transações com a moeda. A empresa planeja ceder o controle de sua criptomoeda a terceiros, a fim de proporcionar um grau de descentralização, e espera, com isso, encorajar a confiança no sistema de pagamento digital e tranquilizar os reguladores financeiros.

Facilidade para os usuários

suposta stablecoin – uma moeda virtual que possui um valor estável e sem flutuações, deverá funcionar como uma ferramenta de pagamento no WhatsApp, Messenger e Instagram, facilitando a realização de compras e transferências de valores entre os usuários através desses aplicativos. O Facebook planeja, ainda, espalhar terminais semelhantes a caixas eletrônicos para que os usuários possam fazer saques de valores da criptomoeda em suas moedas locais. Pelo projeto, os funcionários do Facebook poderão escolher se desejam receber parte do seu salário na criptomoeda nativa da plataforma.

Chefe do projeto tem histórico de atuação com pagamentos e criptomoedas

A moeda virtual do Facebook tem sido alvo de muita especulação nos últimos meses e recentemente mais detalhes do projeto estão sendo divulgados. Citando dados do LinkedIn, um relatório da CNBCC aponta que, perto de seu lançamento, há mais de 100 pessoas trabalhando no projeto e que a empresa ainda está expandindo a equipe. O responsável pelo setor de Blockchain do Facebook é David Marcus, que dirigia a unidade de mensagens, o Messenger. Anteriormente, além de ter atuado no conselho da exchange de criptomoedas Coinbase, Marcus foi presidente do Paypal.

David Marcus, executivo responsável pelo projeto da moeda virtual do Facebook.

David Marcus, executivo responsável pelo projeto da moeda virtual do Facebook. Fonte: CNBCC.

Data de lançamento

A revista de tecnologia financeira e TI, TechCrunch, noticiou em 6 de junho, que o Facebook estaria finalmente pronto para revelar detalhes sobre sua criptomoeda. Durante um evento em Amsterdã, Laura McCracken, Chefe de Serviços Financeiros & Parcerias de Pagamento do Facebook no Norte da Europa, afirmou ao jornalista da revista de finanças alemã WirtschaftsWoche, Sebastian Kirch, que podia confirmar apenas que a criptomoeda estaria de fato atrelada a uma cesta de moedas fiduciárias, em vez de uma única, como o dólar dos EUA, para evitar flutuações de preço, mas que seria necessário aguardar até o dia 18 de junho para ter mais informações; indicando a data do possível lançamento de um white paper explicando as noções básicas da criptomoeda.

O Facebook se recusou a comentar qualquer notícia referente ao lançamento ou ao projeto da sua moeda, e há sempre a chance de que o anúncio oficial seja adiado — afinal a empresa tem trabalhado para lançar a moeda apenas em 2020, e pode optar por aguardar um momento mais estável do mercado.

About Author