Instagram lança Bolt para concorrer com Snapchat

Há algumas semanas o Instagram anunciou o lançamento de um aplicativo para competir com o Snapchat. Trata-se do Bolt, disponível por enquanto em somente três países e supostamente mais rápido e dinâmico do que o Snapchat. Fotos e vídeos carregam mais rápido e desaparecem ao passar o dedo pela tela.

bolt-feature

Os países escolhidos para essa primeira fase do lançamento do aplicativosão Nova Zelândia, África do Sul e Singapura. Segundo o site TechCrunch, a escolha foi feita por possuirem um conjunto de características específicas. São elas:

  • Usam muito o Instagram
  • Comunidades profundamente interconectadas
  • Alta presença da plataforma 4.0 do Android (Android Ice Cream Sandwich)
  • Fala-se inglês

Antes do lançamento nos Estados Unidos e no mundo, esses países selecionados irão servir de teste para que se percebam problemas e melhoras a fazer.

instagram-bolt

O Bolt deixa você escolher 20 pessoas entre os contatos do seu telefone, e elas aparecem enfileiradas na parte inferior da tela. As imagens dos amigos substituem o botão da câmera. No resto da tela visualiza-se a câmera e para enviar uma foto a algum contato, basta tocar na imagem da pessoa (no caso de vídeos, mantem-se pressionada a imagem por mais tempo). Pode-se colocar legenda na foto e o receptor da mensagem tem a opção de responder através de foto, vídeo ou chat, assim como no Snapchat.

instagram-bolt-features

Ao contrário de outros aplicativos parecidos (além do Snapchat, temos TapTalk e Mirage), o Bolt permite que você envie sua foto somente para uma pessoa de cada vez. Isso parece ir em contra fluxo da agilidade e velocidade prometidas…

Outras características são: chacoalhar o telefone para cancelar o envio de uma foto ou vídeo (deve ser feito nos segundos seguintes ao envio) ou para salvar a foto no seu álbum de fotos, bloquear pessoas que incomodam.

A maior crítica recebida até agora é que o Bolt não possui nenhuma característica que o torne único. Sem isso, vai ser difícil convencer as pessoas a baixarem o aplicativo, uma vez que há tantos outros parecidos no mercado. “Ser mais rápido” não é necessariamente uma receita de sucesso.

Imagens originais: http://techcrunch.com