Marketing de Conteúdo: Aprenda com a Coca-Cola

Se você quer ser bem sucedido na sua estratégia de Marketing de Conteúdo, você precisa de prestar atenção nas marcas que o fazem de forma inovadora e eficaz. A Coca-Cola é um dos melhores exemplos!

Apesar de ser uma empresa com mais de 100 anos, a Coca-Cola sempre arranja uma forma criativa de comunicar e interagir com seus consumidores. Mas não através dos  famosos anúncios de Natal… A estratégia de Marketing da marca se centra atualmente no Marketing de Conteúdo.

Recentemente, a Coca-Cola revelou alguns dos seus planos para duplicar o consumo da bebida até 2020 e existem pelo menos 4 lições que podemos aprender dessa apresentação:

 

 

 

Lição nº. 1: Criação de conteúdo “líquido” e “conectado”

Nos vídeos, a equipe de Marketing da Coca-Cola utiliza muitas vezes os termos “líquido” e “contectado” para caraterizar o tipo de abordagem do seu plano de Marketing de Conteúdo.

O seu objetivo é concentrar-se na criação de conteúdo de qualidade excepcional, com um extremo potencial de se tornar viral pelos meios online e também offline. É esse o carácter “líquido” do conteúdo, incontrolável e que escapa rapidamente das mãos da marca para o público, que se encarrega de difundir a mensagem original.

No entanto, a estratégia de Marketing de Conteúdo deve também estar “conectada” com os objetivos da empresa, a identidade da marca e os interesses do consumidor. Isto é, para além da sua irrefutável qualidade, o conteúdo deve contribuir para um aumento dos resultados da companhia – quer estes sejam vendas, notoriedade da marca, etc – e deve responder às necessidades – de entretenimento ou consumo de informação – do público alvo.

 

Lição nº. 2: Estabeleça Diálogos

A equipe de Marketing da Coca-Cola percebeu que os consumidores criam mais histórias do que eles próprios alguma vez conseguiriam. Por essa razão, a sua estratégia de Marketing de Conteúdo inclui o incentivo à partilha de ideias e o acompanhamento desta “fábrica de conteúdos” 365 dias por ano.

O segredo não está apenas em criar conteúdo de excelência, mas também na interação com os consumidores, fazendo com que se sintam parte da organização.

 

Lição nº. 3: Conte histórias de forma dinâmica

Todos sabemos que os meios tradicionais de publicidade deixaram de ter a importância que tinham há umas décadas atrás. A sua forma de passar uma mensagem em apenas um sentido foi substituída pela interatividade entre marca e consumidor que a internet e as redes sociais possibilitam.

Este potencial foi também percebido pela equipe de Marketing de Conteúdo da Coca-Cola. A sua maneira de transmitir mensagens é dinâmica, ou seja, a empresa permite que as histórias evoluam à medida que o engajamento com os consumidores aumenta.

O processo de comunicação com a audiência deixa de ser estático, para passar a ser interativo e dinâmico.

 

Lição nº. 4: Arrisque e seja criativo

Outra das medidas contempladas na estratégia de Marketing de Conteúdo da Coca-Cola foi a implementação do princípio 70/20/10, mas não exatamente da forma que conhecemos.

Tenho a certeza que muitos community managers já utilizam esse principio de distribuição de conteúdo: 70% do conteúdo deve ser informativo e útil, 20% estão reservados para a partilha de conteúdo de outras páginas e de usuários ou de conteúdo humorístico e 10%: do conteúdo deve ser promocional.

A Coca-Coca optou por interpretar e adoptar esse princípio do ponto de vista da criatividade e do risco que a empresa corre ao publicar determinado tipo de conteúdo:

  • 70%: conteúdo de baixo risco, ou seja, histórias e ideias que sempre despertaram a atenção do consumidor e conduziram a excelentes resultados.
  • 20%: otimização e inovação do conteúdo dos 70%, permitindo a inclusão de pequenas variações.
  • 10%: conteúdo de alto risco e experimental. A probabilidade de falhar é enorme, mas este tipo de conteúdo pode ser os 20% ou 70% de amanhã.

Desta forma, a equipe da Coca-Cola lembra que a estratégia de conteúdo não deve ser pensada apenas para o curto prazo. A empresa deve arriscar e investir em novos modelos de comunicação que podem ser o futuro do Marketing de Conteúdo.

 

Está pronto para criar conteúdo “liquido e conectado” e começar a interagir mais com seus seguidores? Aplique essas lições e partilhe connosco os resultados!