sexta-feira, dezembro 15

Browsing: Community Management

Como já falámos, é fundamental escolher o nome e o logo mais adequados à identidade da marca ou da comunidade. Mas, aliados a esses elementos, existem outros que devem ser considerados para que suas estratégias de marketing e de branding sejam um sucesso. Um desses elementos é a cor. Muitas vezes subestimada, a cor pode influenciar o humor e o estado emocional dos clientes, bem como o seu desejo de comprar o serviço que sua empresa está anunciando. No universo de uma comunidade online, esse elemento é particularmente importante no website, no blog ou na rede social onde…

As redes sociais são encaradas pelas marcas como uma forma de localizar e atrair novos clientes. Mas o potencial destas plataformas não se fica por aqui! Os Community Managers podem usar as redes sociais para compreender os membros da sua comunidade e, dessa forma, criar conteúdo mais relevante de acordo com as necessidades dos seus clientes. É isso que Mike Lewis nos apresenta nesse infográfico Social Listening: A Marketer’s Guide to Paying Attention on the Social. Segundo o autor, o processo de ouvir eficientemente sua comunidade se desenvolve em apenas dois passos: identificar dados e comportamentos relevantes,…

É muito comum, no universo da Gestão dos Social Media, se confundir o trabalho desenvolvido por um Social Media Manager e as tarefas levadas a cabo por um Community Manager. A confusão é tal que, em muitos artigos que encontrámos na web, as duas profissões são encaradas como uma só. Do nosso ponto de vista, a dificuldade em diferenciar um Gestor de Comunidades e um Gestor de Social Media começa na própria descrição das funções que, em muitas empresas, não é feita pelos profissionais desta área. Para organizações de maiores dimensões, pouco habituadas às rápidas mudanças na área do Social…

Muitas comunidades, tendem a ignorar o fato de serem seletivas na hora de escolher quem realmente pode se interessar pela comunidade, e saem ‘atirando para todos os lados’ na espera de agradar qualquer número de pessoas no meio a um grande grupo delas, não queremos julgar e dizer que isto é certo ou errado, de maneira nenhuma. Se você pretende alcançar apenas números, pelo menos, você estará fazendo isso da maneira certa. Mas como já cansamos de falar por aqui, nenhuma comunidade é, nem nunca será movimentada unicamente por números, então, mantenha o foco na hora de atrair membros e…

Muito já falamos por aqui sobre como iniciar uma Comunidade. Sobre qual seria a hora certa para fazê-lo, e varios outros assuntos relacionados diretamente ao momento ‘pré-comunidade’. Pensando nisto, iremos falar e dar algumas dicas sobre como colocar a comunidade no eixo certo, para que esta possa ‘por si só’ evoluir sem preocupações desnecessárias.

Pois bem, seguindo a linha do último Post, hoje queria falar sobre uma questão um tanto quanto polémica para quem administra ou pretende administrar algum dia a sua comunidade. Esta é, o fato de se é mesmo interessante cogitar a ideia de cobrar algum tipo de taxa por cada nova associação. Prós! Possível fonte de renda – Se você já implantou a ideia de começar a obter lucros através desta ideia, e além disto, você teve uma boa recepção e participação por parte dos membros, considere-se alguém de sorte pois são realmente poucos os que tem tal privilégio. Comprometimento -…

Muitas micro e macro empresas já conseguiram, através da sua comunidade, obter lucros significativos. Hoje vamos falar sobre quais seriam os ‘melhores’ e quase todos os jeitos de obter algum lucro apartir dela. Cobrar por associação – A princípio pode parecer estranho, mas, este é o jeito mais fácil não somente de lucrar com a comunidade, mas também, o jeito mais fácil de obter feedback. Pois, a relação entre o número de membros VS participação e comprometimento com a comunidade será absurdamente alto! Anuncie! – O exemplo mais comum e popular de gerar lucros. Encontre empresas que estejam interessadas em…

Iniciar uma comunidade pode ser mais facil do que você imagina, sim, a frase é clichê. Mas é a mais pura realidade. Vamos começar pelo fato de que dar o pontapé inicial numa comunidade, não envolve tarefas de maior esforço, ou, sequer requer que haja uma equipe por trás de tudo isto para dar qualquer tipo de suporte. Sem mais, vamos fazer a abordagem através das 3 seguintes etapas. A internet esta aí para ser usada, fato. Então, diariamente envie e-mails -preferencialmente- a pelo menos 10 clientes, oferecendo um convite, ou algo similar. Incentivando-os a se juntar a sua comunidade…

Os motivos que podem levar determinada empresa ou comunidade a beira da falência são incontáveis, principalmente em um mundo o qual vem tornando-se cada vez mais digital, e o meio de difsuão de conteúdo absoluto, a inernet, não possui barreiras e sim, facilita cada vez mais o poder de livre expressão. Como então devemos encarar uma Crise na comunidade? Lembre-se do seguinte, crises são oportunidades, muito mais que qualquer outra coisa. Então, o primeiro passo a ser tomado é identificar quem foi o responsável por esta crise e o porque disto ter acontecido no presente momento. É preciso saber raciocinar nestas horas, muita atenção.

Pinerly lançou esta semana este belo info-gráfico, o qual com certeza será de grande ajuda para todos aqueles envolvidos com Marketing e Publicidade. Retiramos 3 itens chave que merecem destaque, vamos a eles! Efetue Pins após as 8:00PM – Durante o dia entre as 14:00 e 16:00hrs Escrever uma descrição é essencial antes de postar! Pins com assuntos que estejam atualmente sendo discutidos tem seus acessos redobrados!